Faculdade de Ciências Exatas

Morada: Campus de Balide
 Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

A Faculdade de Ciências Exatas prossegue a missão de:

  1. Disseminar conhecimento e compreensão dos princípios e teorias mais importantes de ciências exatas (básicas e aplicadas), dos principais fenómenos físicos descritos por estas áreas do conhecimento e da sua evidência experimental, bem como das suas principais aplicações práticas e dos seus limites.
  2. Formar quadros superiores com uma visão multidisciplinar e integral dos problemas de ciência e tecnologia e com um perfil muito sólido de ciências exatas muito importantes para o desenvolvimento nacional sustentável, concretamente o desenvolvimento das indústrias transformadoras.
  3. Desenvolver e consolidar competências de interpretação da informação científica relevante, compreensão e desenho de modelos de explicação do mundo real e produção de julgamentos a partir de uma reflexão baseada em aspetos científicos e éticos.
  4. Desenvolver atividades de investigação científica e tecnológica, nas áreas de ciências exatas, cujos resultados são capazes de atender às necessidades socioeconómicas pontuais da comunidade.

O curso oferecido pela Faculdade de Ciências Exatas é:

Licenciatura em Ciências Exatas - Habilitação em Matemática, Física ou Química

A Licenciatura em Ciências Exatas objetiva:

  • Formar quadros superiores timorenses com um perfil sólido em áreas nucleares de ciências exatas básicas, nomeadamente Matemática, Física e Química muito importantes para o desenvolvimento de ciência e tecnologia;
  • Desenvolver as competências práticas laboratoriais em Matemática, Física e Química, através de trabalhos individuais ou de grupo, muito importantes para aceder ao mercado de emprego em funções na área de laboratórios de análises e de controlo de qualidade;
  • Proporcionar uma formação ao nível de menor em Ciências do Ambiente ou Didática, ou Engenharia Química ou Informática ou Gestão ou Estatística para complementar os conhecimentos nucleares adquiridos durante a frequência do curso com vista ao exercício efetivo e diversificado das competências no mercado de trabalho;
  • Formar profissionais capazes de projetar e/ou resolver os problemas científicos reais com recurso a instrumentos matemáticos e a meios computacionais relevantes;
  • Estimular a capacidade de recolha e interpretação científica relevante e produção de julgamentos das informações baseados em aspetos científicos e éticos;
  • Estimular a capacidade de transmitir informações, ideias, problemas e soluções de uma forma estruturada e organizada a audiências informadas;
  • Preparar adequadamente os licenciados para prosseguir com sucesso seus estudos de pós-graduação (mestrado ou doutoramento) em variadas áreas, como sejam as engenharias ou cursos de ciências, em universidades nacionais e internacionais;

A Faculdade de Ciências Exatas encontra-se estruturada da seguinte maneira:

Função Nome Grau Académico / Especialidade
Decano / Presidente do Conselho Diretivo Professor Doutor Samuel Venancio de Sousa Freitas

Doutoramento / Engenharia Química

 

Desde o início da independência que o Estado timorense investe imensamente na capacitação de seus recursos humanos capazes de transformar recursos naturais existentes como petróleo, gás natural, minerais e materiais lignocelulósicos em bens e serviços fundamentais para o desenvolvimento sustentável do país.

A área de ciências exatas (básicas e aplicadas) torna-se crucial neste domínio desde que os processos transformativos de matérias-primas (i.e., de recursos naturais) ocorram em indústrias (químicas, físicas ou biológicas). Os conhecimentos de ciências exatas são primordiais não só para entender o funcionamento microscópico dos processos envolvidos, mas também para avaliar e/ou modificar o desempenho macroscópico das tecnologias utilizadas.

Todavia, a nível nacional, existe ainda uma lacuna de produção e apropriação de conhecimentos, ideias e atitudes das áreas de ciências exatas.

Nenhuma das universidades privadas possui unidade orgânica orientada para a disseminação exclusiva de ciências exatas.

Ao nível da UNTL, apesar de esta instituição possuir (até 2014) sete unidades orgânicas de ensino e investigação (i.e., Faculdades de Agricultura; Engenharia, Ciências e Tecnologia; Educação, Artes e Humanidade; Medicina e Ciências da Saúde; Economia e Gestão; Direito e Ciências Sociais), nenhuma delas orienta, em exclusivo, o ensino e a investigação científica dentro dos domínios do conhecimento das áreas de ciências exatas, concretamente as básicas como Matemática, Física e Química, orientadas para fins industriais.

A Faculdade de Ciências Exatas (FCE) foi criada em 2015 com o apoio técnico da Universidade de Aveiro e atualmente está sedeada na Biblioteca Central da UNTL. Cria-se a FCE para garantir, num lado, a implementação bem-sucedida do chamado Plano Estratégico de Desenvolvimento (PED) 2011-2030 que exige uma participação criativa dos profissionais timorenses com competências técnicas (i.e., conceptual thinking and skills) comprovadas em ciências exatas e, noutro lado, o cumprimento da visão estabelecida no Plano Estratégico da UNTL 2011-2020, de esta instituição se tornar num centro de Excelência para o Ensino Superior em Timor Leste reconhecida pela qualidade de ensino e aprendizagem e sobretudo pela excelência de investigação científica.

Com a criação da FCE e a implementação do respetivo curso inaugural de Licenciatura em Ciências Exatas (LCE) com habilitação em Matemática, Física ou Química, a UNTL torna-se o disseminador pioneiro de ciências exatas em Timor-Leste, podendo proporcionar no final do curso soluções exequíveis para mitigar a escassez de qualificações em ciências exatas necessárias ao impulso da materialização eficaz dos pilares de desenvolvimento do PED, concretamente da expansão eficaz dos programas nacionais em áreas industriais e de investigação científica.

  • A Faculdade de Ciências Exatas prossegue a Visão da Universidade Nacional Timor Lorosa’e que é ser o Centro de Excelência para o Ensino Superior em Timor-Leste.
  • A Faculdade de Ciências Exatas ambiciona adicionalmente ser uma unidade orgânica de referência reconhecida pela qualidade do ensino, pela excelência da investigação e sobretudo pela afirmação dos seus graduados como suporte ao desenvolvimento nacional sustentável.

  • Disseminar conhecimento e compreensão dos princípios e teorias mais importantes de ciências exatas (básicas e aplicadas), dos principais fenómenos físicos descritos por estas áreas do conhecimento e da sua evidência experimental, bem como das suas principais aplicações práticas e dos seus limites;
  • Formar quadros superiores com uma visão multidisciplinar e integral dos problemas de ciência e tecnologia e com um perfil muito sólido de ciências exatas muito importantes para o desenvolvimento nacional sustentável, concretamente o desenvolvimento das indústrias transformadoras;
  • Desenvolver e consolidar competências de interpretação da informação científica relevante, compreensão e desenho de modelos de explicação do mundo real e produção de julgamentos a partir de uma reflexão baseada em aspectos científicos e éticos;
  • Desenvolver atividades de investigação científica e tecnológica, nas áreas de ciências exatas, cujos resultados são capazes de atender às necessidades socioeconómicas pontuais da comunidade;

Grau conferido Licenciatura em Ciências Exatas com habilitação Matemática, Física ou Química
Duração 5 anos letivos/10 semestres (300 ECTS)
Lecionado desde 2015
Regime letivo Diurno
Área (s) Científica (s) nucleares Matemática, Física e Química
Idioma de lecionação Português
Subsistema Universitário
Departamento Ciências Exatas
Diretor do Departamento Professor Doutor Samuel Venâncio de Sousa Freitas
Continuidade e coerência científica Mestrado em diversas áreas de ciências exatas aplicadas (Química, Física, Matemática, Biotecnologia, Engenharia Química, Engenharia Física, Estatística, etc.) 

  • Formar quadros superiores timorenses com um perfil sólido de banda larga em áreas nucleares de ciências exatas básicas, nomeadamente Matemática, Física e Química muito importantes para o desenvolvimento de ciência e tecnologia;
  • Desenvolver as competências práticas laboratoriais em Matemática, Física e Química, através de trabalhos individuais ou de grupo, muito importantes para aceder ao mercado de emprego em funções na área de laboratórios de análises e de controlo de qualidade;
  • Proporcionar uma formação ao nível de menor em Ciências do Ambiente ou Didática, ou Engenharia Química ou Informática ou Gestão ou Estatística para complementar os conhecimentos nucleares adquiridos durante a frequência do curso com vista ao exercício efetivo e diversificado das competências no mercado de trabalho;
  • Formar profissionais capazes de projetar e/ou resolver os problemas científicos reais com recurso a instrumentos matemáticos e a meios computacionais relevantes;
  • Estimular a capacidade de recolha e interpretação científica relevante e produção de julgamentos das informações baseados em aspetos científicos e éticos;
  • Estimular a capacidade de transmitir informações, ideias, problemas e soluções de uma forma estruturada e organizada a audiências informadas;
  • Preparar adequadamente os licenciados para prosseguir com sucesso seus estudos de pós-graduação (mestrado ou doutoramento) em variadas áreas, como sejam as engenharias ou cursos de ciências, em universidades nacionais e internacionais; 

O curso de LCE organiza-se em torno do fenómeno das ciências exatas básicas e os formalismos que o fundamentam, lançando assim as bases para uma abordagem rigorosa e produtiva ao desenvolvimento de ciência e tecnologia.

Uma formação estruturante em matemática é essencial não só para a aquisição das capacidades de abstração, dedução e formalização, mas também para o desenvolvimento de técnicas de resolução de problemas modelados matematicamente em contextos teóricos apropriados. Nesse sentido, é necessário fornecer uma cultura matemática sólida e abrangente, fundamental e aplicada, complementada com um treino eficiente para a utilização de recursos de computação atuais.

Os estudantes sairão também apetrechados com o conhecimento e a compreensão dos princípios e teorias mais importantes da Física (Clássica e Moderna) e da Química, dos principais fenómenos físicos descritos por estas áreas do conhecimento e da sua evidência experimental, bem como das suas principais aplicações práticas e dos seus limites.

As três áreas científicas são estruturantes na aquisição de competências para recolher e interpretar informação científica relevante, compreender e desenhar modelos de explicação do mundo real, e ainda na capacitação para produzir julgamentos a partir de uma reflexão baseada em aspetos científicos e éticos.

O ciclo de estudos integrará também uma formação básica em Informática, dirigida à aquisição do domínio das questões fundamentais, seja como ferramenta auxiliar na compreensão das outras matérias curriculares, seja para o desenvolvimento, imediatamente a seguir à conclusão do curso, de uma atividade no mercado de trabalho ou para o prosseguimento de estudos pós graduados. Pretende-se que os estudantes, além de uma boa formação teórica, desenvolvam competências sólidas no âmbito da prática experimental.

O curso conterá, igualmente, para além das valências de Língua Tétum, Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Direitos Humanos e Educação Cívica, a possibilidade de os estudantes frequentarem, no último ano, duas disciplinas de menor e outras duas de especialização. Um menor de áreas como Ambiente, Didática, Engenharia Química, Gestão ou Informática é uma mais-valia não só para a entrada no mercado de trabalho, mas também para o desenvolvimento de pós-graduação nesses domínios.

Os licenciados em Ciências Exatas com habilitação em Matemática podem resolver questões de modelação matemática em projetos de natureza variada, utilizar e desenvolver técnicas informáticas e realizar tratamento estatístico da informação, de forma autónoma ou integrando equipas multidisciplinares, independentemente do setor de atividade. De entre outras saídas profissionais, destacam-se funções de apoio técnico e de gestão em empresas industriais, em empresas de serviços, ou em instituições administrativas, nomeadamente, em:

  • gabinetes de planeamento
  • empresas de consultoria
  • bancos
  • seguradoras
  • empresas de sondagens e estudos de mercado
  • empresas de transportes e logística
  • empresas de informática

Os licenciados em Ciencias Exatas com habilitação em Física possuem uma boa formação de base em física e matemática e competências sólidas na resolução computacional de problemas e no mercado de trabalho podem ocupar posições em instituições públicas ou privadas tais como:

  • Indústria transformadora;
  • Serviços financeiros;
  • Empresas de tecnologias de informação;
  • Centros de divulgação de ciência, museus.

A preparação dos licenciados em Física é adequada à especialização em ambiente empresarial em diferentes áreas, entre as quais controlo de qualidade, desenvolvimento de produtos e funções técnico-comerciais. 

Os licenciados em Ciencias Exatas com habilitação em Química possuem uma formação sólida, que lhes permite o acesso ao mercado de emprego em funções na área da química:

  • Indústria química, ou áreas relacionadas;
  • Laboratórios de análises e de controlo de qualidade (nas áreas industrial, alimentar, ambiental, etc);
  • Empresas de serviços: consultadoria; assessoria técnico-comercial, marketing.

A matriz curricular do currículo é constituída por uma sequência de unidades curriculares e atividades ordenadas por matrículas semestrais numa ordem considerada adequada. A distribuição das unidades curriculares é feita em dez semestres: